Reach your weight loss goal fast at the Weight Loss Center

segunda-feira, 2 de abril de 2012

O ELETROCARDIOGRAMA QUE ME ABALOU!


Como eu tinha que ir ao cardiologista para ver como estava meu coração, antes de colocar o balão, naturalmente fiz um eletrocardiograma, exigido pelo dr. E. (endocrinologista). Qual não foi minha surpresa ao saber que eu tinha "extrassístole ventricular"??

Pois é, o chão sumiu sob meus pés, enquanto o cardiologista me dizia que, com este eletro, nenhum anestesista iria me sedar para por o balão! Chorei aos cântaros, é claro! Nunca tive problema de coração, e me senti totalmente no fundo do poço!

No entanto, o médico me disse, depois de me ver aos prantos, que poderia não ser nada! COMO ASSIM?? Fiquei triste, e também furiosa! Isso foi muito irresponsável da parte dele - depois que vi minha vida inteira passar pelos meus olhos com aquele eletro nas mãos, ele me diz que tenho que fazer outro exame, pois pode não ser nada!

Bom, menos mal, e lá fui eu fazer uma ecocardiografia (um ultrassom do coração), e sabe o que aconteceu? Meu coração é normal! Graças a Deus! Mas parei 1 semana no tempo, analisando o que iria ser da minha vida, se eu não pudesse por o balão, se eu tivesse que tomar remédios para o coração, e engordando cada vez mais... Enxerguei meu túmulo! Bahhhh.

Só que depois deste susto, agora mesmo eu quero ter mais saúde, me cuidar, gostar mais de mim, fazer o que eu já devia ter feito há alguns anos atrás - por o balão o mais rápido possível e começar a emagrecer!

segunda-feira, 26 de março de 2012

DANE-SE!

Cheguei há pouco do mercado, e enquanto eu estava lá, eu estava pensando no quanto eu conquistei de auto-estima em minha vida, pois sempre fui gorda. No alto dos meus 47 anos, eu realmente não me importei em estar vestindo uma bermuda, pesando 112 kg.
Pensa bem: a quem estou prejudicando, ao mostrar minhas pernas roliças? A ninguém! A mim mesma? Não, porque está calor, e eu quero poder andar à vontade, como qualquer outra pessoa. Quem não gosta das minhas pernas, que não olhe! Precisamos entender que o problema não é nosso, e sim de quem se incomoda com a visão de pernas imperfeitas. Estou com calor, portanto não vou cobrir meus joelhos, só porque outros podem não gostar do que vêem. Cansei, gente!
A vida inteira, eu sempre pensei no que os outros iriam pensar. Quantas tardes de mangas compridas e suor à toa! Quantas noites me sentindo mal, porque eu não queria mostrar meus braços roliços, seja para quem for, pessoas que nem lembro mais! Quanto sufoco e vergonha inúteis, sem sentido mesmo.
Desta forma, me considero uma gorda diferente - eu não me importo de verdade em usar um maiô (não uso biquíni, porque o maiô é mais cômodo), blusa de alcinha, mangas cavadas, chinelinhos. Eu gosto de conforto, de bem-estar, de me sentir à vontade. Pra isso, a gente tem que se amar, se aceitar como é em relação ao ser humano que somos.
Você pode me perguntar: 'por que você quer emagrecer, então?' Quero emagrecer, porque quero dormir melhor, quero não cansar só por varrer o pátio, ou por me abaixar pra procurar um brinquedo pra minha filha debaixo da cama. Quero emagrecer, porque não quero mais ter dor nas costas por lavar uma louça, ou ficar sem ar, só por colocar um tênis. Quero qualidade de vida, principalmente.
É claro que vou gostar de me ver no espelho mais sexy, mais interessante, mais atraente, mas realmente não é mais o fundamental pra mim.
Pense um pouco: será que você se resume à sua imagem no espelho? Quem é você? Do que você é capaz, que não tenha nada a ver com quanto você pesa? Liste suas qualidades, independente da sua silhueta, e se não for capaz de fazer isso, trate de começar, pois só emagrecer não será suficiente para trazer sentido à sua vida...

domingo, 25 de março de 2012

O INÍCIO

Olá, pessoal. Pretendo emagrecer 40 kg, através da implantação de um balão intragástrico. Espero que gostem das minhas postagens. Temos muito o que compartilhar.

video